A espiritualidade da arte celta: estudo do Escudo de Battersea sob a ótica Panofskyana

Maria Roseli Sousa Santos, Lidia da Costa Valle, Willa da Silva Prazeres

Resumo


O artigo explora o tema: arte religiosa presente na produção artística céltica. Sabe- se que no período auge dos povos célticos, a ideia de arte e religião não era delineada como hoje. Sua produção de artefatos, armamentos de guerra, dentre outros, não estavam desvinculados das noções de espiritualidade e culto aos Deuses. O objetivo central deste trabalho é compreender como a cosmovisão religiosa dos povos celtas está representada na produção do Escudo de Battersea, através da aplicação da iconologia Panofskyana: do sentido primário ou natural; secundário ou convencional e intrínseco ou conteúdo. Conclui-se, que há uma intencionalidade religiosa nos artefatos célticos, assim como tudo no cotidiano desses povos era norteado pelo culto aos Deuses e sua cosmovisão espiritual.


Palavras-chave


Arte, Espiritualidade, Celta

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.