A ecologia digital da participação indígena brasileira

Eliete Pereira

Resumo


O aparecimento da Internet e dos dispositivos de conexão, seus aspectos pervasivos e ubíquos difundidos em escala global tornam-se os vetores do processo de digitalização, do qual territórios, pessoas e coisas se (info)materializam. Ao fazerem parte desse contexto informacional, os povos indígenas brasileiros experimentam a complexificação das suas práticas comunicativas, primordialmente conectivas entre os seus diversos planos cosmológicos (visíveis e invisíveis). Diante desse contexto, este artigo tem como propósito descrever algumas experiências indígenas com o digital, analisando-as à luz de uma ecologia comunicativa reticular, as quais exemplificam a complexificação da atuação de humanos e não humanos no contexto do processo de digitalização, pelo qual pessoas, território e tecnologias digitais formam uma ecologia comunicativa reticular.


Palavras-chave


Digitalização; Povos Indígenas; Ecologia Comunicativa; Redes Digitais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina