Performatividade algorítmica e experiências fotográficas: uma perspectiva não-antropocêntrica sobre as práticas comunicacionais nos ambientes digitais

André Lemos, Leonardo Pastor

Resumo


Este texto possui o objetivo de descrever experiências fotográficas digitais que envolvem ações algorítmicas nos âmbitos da produção, organização e leitura de imagens, tensionando-as através de uma perspectiva não-antropocêntrica. Produzimos, inicialmente, uma análise descritiva do dispositivo Google Clips, da plataforma Apple Photos e da ferramenta Automatic Alternative Text do Facebook. Em seguida, tendo como ponto de partida estas descrições, apresentamos uma discussão sobre a construção material-discursiva da fotografia através da ação algorítmica e sensibilidade performativa. Apontamos para dois argumentos principais: as experiências fotográficas apresentadas constróem sua especificidade material-discursiva a partir de uma conectividade gerada pela performatividade algorítmica; para percebê-la, há, portanto, a necessidade de uma compreensão ampliada da comunicação, na qual artefatos participam ativamente dos processos comunicacionais.

Palavras-chave


performatividade algorítmica; fotografia; comunicação não-antropocêntrica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina