“Gorda, sim! Maravilhosa, também!”: Corpo, desejo e autenticidade em testemunhos de vítimas de gordofobia no YouTube

Paulo Vaz, Nicole Sanchotene, Amanda Santos

Resumo


Este trabalho propõe analisar quais as condições e implicações da consolidação da gordofobia como uma pauta social contemporânea. Como suporte empírico, foram escolhidos três canais no YouTube de mulheres que narram suas experiências como vítimas de gordofobia. A partir dos vídeos, o artigo propõe pensar o corpo gordo como uma forma de identidade num contexto social que reverencia tanto a magreza quanto a autenticidade. Será discutido como as noções de empoderamento e autoestima presentes nestes discursos reforçam aspectos da moralidade contemporânea. Ainda, refletir sobre como estes testemunhos no espaço público participam da produção da subjetividade da vítima de preconceito, constituindo-se a partir da experiência de ressentimento. Por fim, sugerir que estas narrativas autobiográficas, embora questionem os padrões estéticos que orientam o desejo ao corpo magro, funcionam como um meio de os indivíduos se constituírem enquanto desejáveis porque autênticos, adequando-se a outra regra moral vigente.


Palavras-chave


autoestima; corpo; sofrimento; desejo; autenticidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina