A imagem através do espelho: O sujeito Ocidente e a razão do poder em jogos documentais

Diego Granja do Amaral, José Messias Franco

Resumo


O presente artigo discute a partir de uma perspectiva ética e estética o problema da representação em jogos documentais. Mais especificamente, trataremos de jogos de teor político que visam problematizar conflitos no oriente médio. Para tanto, o trabalho lança mão da teoria pós-colonial (SPIVAK, 2010; MIGNOLO, 2003) e da noção de estética como política em Rancière (2009; 2010) em diálogo com o campo de estudo dos jogos. Pretende-se com isto apresentar um olhar crítico acerca do caráter político de representações consideradas pegagógicas ou documentais, onde o colonialismo se apresenta como um dado fundamental para a apreensão do sentido


Palavras-chave


narrativa; videogames; alteridade; conflito; representação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina