A comunicação em ambientes governamentais de Juiz de Fora (MG): percepções e questionamentos sobre as noções de administração, promoção e utilidade pública

Pedro Augusto Farnese de Lima, Boanerges Balbno Lopes Filho, Ademir Antônio Veroneze Júnior

Resumo


O artigo busca apresentar nuances da comunicação desenvolvida em ambientes organizacionais denominados mais comumente no país pela tríade: pública, governamental ou estatal, e institucional, com o intuito de promover reflexões necessárias envolvendo a observação das singularidades e contradições. Para dar suporte ao texto, além de uma revisão bibliográfica de autores que estudam o segmento, foram realizadas entrevistas qualitativas em condições semiestruturadas com jornalistas, responsáveis pelas áreas de assessoria de imprensa ou de comunicação em três instâncias na cidade de Juiz de Fora (MG): Prefeitura, Câmara dos Vereadores e Universidade Federal. O monitoramento circunstancial de conteúdo dos sites e portais das respectivas organizações também permitiu algumas inferências, facilitando comparações ilustrativas entre as falas dos entrevistados e as ações de divulgação a partir de três categorias: administrativa, promoção e utilidade pública.O resultado da reflexão aponta para uma realidade que, observadas as condições previstas para o exercício pleno de uma comunicação conceitualmente bem aplicada, pode provocar transformações efetivas nas estruturas organizacionais.  


Palavras-chave


conceitos; comunicação institucional;comunicação governamental;comunicação pública; percepções

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Federal de Juiz de Fora

Programa de Pós-graduação em Comunicação
Lumina - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora

E-mail: revista.lumina@ufjf.edu.br

Classificação Qualis-CAPES : B1

ISSN 1516-0785 | e-ISSN 1981-4070

Diretórios e Indexadores:

Siga a Lumina