Conhecimento da equipe de enfermagem do setor de hemodiálise sobre o atendimento a parada cardiorrespiratória

Mateus de Souza Santos, Luana Vieira Toledo, Katiusse Rezende Alves, Monalise Mara Rocha Santana, Luciane Ribeiro, Flávia Batista Barbosa de Sá Diaz

Resumo


A parada cardiorrespiratória (PCR) é um dos maiores desafios no qual o profissional de saúde pode se deparar ao longo de sua atuação, pois necessita de uma assistência emergencial que exige competência técnica e científica na execução das manobras de Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP). O objetivo foi avaliar o conhecimento dos profissionais de enfermagem que atuam no setor de hemodiálise sobre o atendimento à PCR em adultos, tendo como base as novas diretrizes de RCP da American Heart Association do ano de 2015. Estudo quantitativo realizado no setor de hemodiálise de um hospital de ensino situado Minas Gerais através da aplicação de um questionário fechado contendo 11 questões. Foi classificado como conhecimento satisfatório o número de acertos superior e/ou igual a 60%. Os dados coletados em julho de 2016 e analisados pelo Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 23. Participaram do estudo 19 técnicos de enfermagem e um enfermeiro. O número de acertos no questionário variou de um (9%) a seis (54,4%), com média de 4,25 e desvio padrão de 1,25. Apenas 20% dos participantes apresentaram conhecimento satisfatório. O conhecimento dos profissionais de enfermagem do setor de hemodiálise sobre o protocolo de RCP foi insatisfatório, sendo que os mesmos apresentaram lacunas tanto no conhecimento do suporte básico, quanto no suporte avançado de vida.


Palavras-chave


Enfermagem. Ressuscitação cardiopulmonar. Educação em enfermagem. Parada cardíaca.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, I. S. et al. O conhecimento do profissional de enfermagem frente à parada cardiorrespiratória segundo as novas diretrizes e suas atualizações. Revista de Divulgação Científica Sena Aires, v. 7, n. 2 (suppl 1), p. 117-126, jul. 2018.

BELLAN, M. C.; ARAÚJO, I. I. M.; ARAÚJO, S. Capacitação teórica do enfermeiro para o atendimento da parada cardiorrespiratória. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 63, n. 6, p. 1019-1027, nov./dez.2010.

BHANJI, F. et al. Part 14: Education 2015 American Heart Association Guidelines Update for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation, v. 132, n. 18 (suppl 2), p. S561-S573, nov. 2015.

BONATO, F. O. B.; CANZIANI, M. E. F. Arritmia ventricular em pacientes com doença renal crônica. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v. 39, n. 2, p. 186-195, abr./jun.2017.

DAGNONE, J. D. et al. Interprofessional resuscitation rounds: a teamwork approach to ACLS education. Medical Teacher, v. 30, n. 2, p. e49-e54, apr.2008.

ESPÍNDOLA, M. C. M. et al. Parada cardiorrespiratória: Conhecimento dos profissionais de enfermagem em uma unidade de terapia intensiva. Revista de Enfermagem UFPE on line, v. 11, n. 7, p. 2773-2778, jul. 2017.

GONZALEZ, M. M. et al. I Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 101, n. 2 (suppl 3), p. 1-121, ago. 2013.

HAMILTON, R. Nurses’ knowledge and skill retention following cardiopulmonary resuscitation training: a review of the literature. Journal of Advanced Nursing, v. 51, n. 3, p. 288-297, aug. 2005.

KARNIK, J. A. et al. Cardiac arrest and sudden death in dialysis units. Kidney International, v. 60, n. 1, p. 350-7, jul. 2001.

KLEINMAN, M. E. et al. Part 5: Adult Basic Life Support and Cardiopulmonary Resuscitation Quality 2015 American Heart Association Guidelines Update for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation, v. 132, n. 18 (suppl 2), p. S414-S435, nov. 2015.

KRONICK, S. L. et al. Part 4: Systems of Care and Continuous Quality Improvement 2015 American Heart Association Guidelines Update for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation, v. 132, n. 18 (suppl 2), p. S397-S413, nov. 2015.

LINK, M. S. et al. Part 7: Adult Advanced Cardiovascular Life Support 2015 American Heart Association Guidelines Update for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation, v. 132, n. 18 (suppl 2), p. S444-S464, nov. 2015.

MORETTI, M. A. et al. Análise do Atendimento Intra-Hospitalar de Eventos Simulados de Fibrilação Ventricular/Taquicardia Ventricular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 84, n. 6, p. 449, jun.2005.

MOZAFFARIAN, D. et al. Heart disease and stroke statistics--2015 update: a report from the American Heart Association. Circulation, v. 131, n. 4, p. e29, jan. 2015.

NEUMAR, R. W. et al. Part 1: Executive Summary 2015 American Heart Association Guidelines Update for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Circulation, v. 132, n. 18 (suppl 2), p. S315-S367, nov. 2015.

PASSALI, C. et al. Evaluation of nurses’ and doctors’ knowledge of basic & advanced life support resuscitation guidelines. Nurse Education in Practice, v. 11, n. 6, p. 365-369, nov. 2011.

SESSO, R. C. et al. Inquérito Brasileiro de Diálise Crônica 2016. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v. 39, n. 3, p. 261-266, set. 2017.

SILVA, D. S. et al. A liderança do enfermeiro no contexto dos serviços de urgência e emergência. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 16, n. 1 (suppl 1), p. 211-219, jan. 2014.

SMITH, K. K.; GILCREAST, D.; PIERCE, K. Evaluation of staff's retention of ACLS and BLS skills. Resuscitation, v. 78, n. 1, p. 59-65, jul. 2008.

VEIGA, V. C. et al. Atuação do Time de Resposta Rápida no processo educativo de atendimento da parada cardiorrespiratória. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 11, n. 3, p. 258-262, jul./set. 2013.

VURAL, M. et al. Cardiopulmonary resuscitation knowledge among nursing students: a questionnaire study. Anatolian Journal of Cardiology, v.17, p.140-145, dez. 2016.

ZANINI, J.; NASCIMENTO, E. D.; BARRA, D. C. C. Parada e reanimação cardiorrespiratória: conhecimentos da equipe de enfermagem em unidade de terapia intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v.18, n.2, p.143-147, abr./jun.2006.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

HU Rev., Juiz de Fora, MG, Brasil. e-ISSN: 1982-8047 / p-ISSN: 0103-3123 

 

INDEXADORES:

     

 

   

 

  

 

 

  

 

 

 

 

Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia