Avaliação da abordagem do humanismo na relação médico-paciente, antes e após as mudanças curriculares, no Curso de Medicina da UFJF.

Oscarina Silva Ezequiel, Sandra Helena Cerrato Tibiriçá, Sandro Pinheiro Oliveira, Camila Aparecida de Souza Segrégio, Dayana Mara Pereira Souza, Lucas Ferraz Silva

Resumo


O ensino médico na atualidade privilegia uma formação que busque a excelência técnica aliada a visão ética e humanística. Avaliar diferenças na formação dos estudantes da Faculdade de Medicina da UFJF, antes e após as mudanças curriculares, quanto à abordagem e valorização do humanismo na relação médico-paciente, foi o objetivo deste estudo. Foi realizado estudo seccional, com aplicação de questionário estruturado para os estudantes do nono período, antes e após a reforma curricular. 136 (88%) alunos responderam ao questionário, sendo 57 do nono período antes das mudanças curriculares. Houve diferença estatisticamente significativa na abordagem do humanismo, sendo mais freqüente após a reforma curricular (p=0,0000 teste Fisher; RCP=17,1; IC de 95% de 4,8 a 61) e mais precoce (antes das mudanças 0% desta abordagem ocorreu até o terceiro período do curso e 80,9% até este momento da formação após sua implementação). As disciplinas dos eixos psico-humanístico e saúde coletiva foram as mais relacionadas com a abordagem humanística. A abordagem do humanismo passou a ocorrer de forma enfática e precocemente após as mudanças curriculares, sobretudo, através das novas disciplinas do eixo psico-humanístico.


Palavras chaves: educação médica; humanismo; currículo; estudantes de medicina.


Palavras-chave


educação médica; humanismo; currículo; estudantes de medicina

Texto completo:

PDF




 

HU Rev., Juiz de Fora, MG, Brasil. e-ISSN: 1982-8047 / p-ISSN: 0103-3123 

 

INDEXADORES:

     

 

   

 

  

 

 

  

 

 

 

 

Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia