Rumores, fake news e o impeachment de Dilma Rousseff

Victor Rabello Piaia

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de analisar o processo de impeachment da presidenta do Brasil Dilma Rousseff, em 2016, a partir da circulação de falsos rumores políticos em redes sociais. A investigação compreende duas linhas principais: i) pensar como falsos rumores serviram para dar sustentação popular ao impeachment e desconstruir da imagem da presidenta e seu partido e ii) refletir sobre como as novas tecnologias da comunicação estão sendo apropriadas nas comunicações políticas cotidianas e na ação estratégica de coletividades políticas organizadas. A dinâmica de boatos é analisada a partir de duas perspectivas: i) por meio de sites de criam e que desmentem falsos rumores; ii) pelo mapeamento dos compartilhamentos desses rumores no Facebook. A primeira abordagem abarca a parte da produção de rumores políticos. Nesse sentido, mapeia sites de criação de notícias falsas no contexto do processo de impeachment, coletando e organizando os principais rumores que circularam pela internet. Já a segunda abordagem enfoca a esfera da circulação de rumores e notícias falsas, analisando o seu alcance e principais disseminadores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.